Hoje apaguei a minha conta Yahoo!

A Yahoo tem sido notícia nos últimos tempos pelas piores razões.

Em setembro veio a público uma monumental brecha de segurança que comprometeu a segurança de 500 milhões de utilizadores, expondo emails, passwords, telefones, datas de nascimento, etc. Apesar de ter acontecido em 2014, só agora a empresa admitiu a ocorrência.

Este mês a agência Reuters dava conta da alegada colaboração da Yahoo com a NSA para espiar e filtrar os emails dos seus utilizadores.

Por fim, a Yahoo vem agora dificultar a vida aos seus utilizadores que pretendam migrar de fornecedor de serviços de email ao impedir o reencaminhamento de emails (email forwarding) para outras contas.

Eu tinha uma conta Yahoo desde meados dos anos 1990. Na altura, quando quase não se falava de motores de pesquisa, a Yahoo era uma diretoria de referência, com honras de página inicial no meu browser. Mas, atualmente, já não uso nenhum dos seus serviços.

Por tudo isto, hoje apaguei a minha conta Yahoo! Como tudo na vida, a Yahoo nasceu, cresceu e, para mim, morreu hoje. Infelizmente, foi inevitável e triste. Podia ter morrido de pé, mas preferiu defraudar as espetativas dos utilizadores.

Mas, justiça seja feita, pelo menos ainda permite aos utilizadores apagar a sua conta. Só espero que a apague mesmo, completa e definitivamente. Não quero ter mais surpresas vindas da Yahoo no futuro.

Atualização: Dois dias depois de publicar este artigo, sugiu na Internet uma campanha que encoraja os utilizadores da Yahoo a apagar as suas contas, basicamente pelas mesmas razões que exponho.

Deixe um Comentário